Os Índios de André Toral

André toral

Por Rafael

“Quem gosta de índio, que vá pra Bolívia”! Essa grotesca afirmação, realizada por um deputado estadual do Rio de Janeiro, exemplifica bem a luta dos povos indígenas do Brasil. Uma luta pelo direito à existência. Um direito de se ser o que se é. Pois, nem isso mais é possível de se fazer aqui, é preciso ir para outro lugar. A identidade indígena, segundo pessoas como as que proferiu a frase, não tem espaço neste país, não faz parte do que é ser brasileiro.

Em total desacordo com esse pensamento, está o trabalho do quadrinista brasileiro André Toral. Lançado em 2009, pela editora Conrad, Os Brasileiros traz sete histórias do autor, repletas de tupinambás, tupiniquins, kaiapós e kaingangs, povos apenas “figurantes” na história do Brasil que aprendemos na escola. Porém, no livro de Toral, eles não são mero coadjuvantes, aqui ganham um papel destacado, não como “mocinhos” ou “vilões”, mas como personagens de verdade, importantes, com sentimentos, força, ambições, defeitos, ingenuidade, malícia, enfim. Personagens com substância, como poucas vezes os índios brasileiros são representados.

O livro é uma coletânea de histórias já publicadas em anos anteriores. A primeira publicação do autor foi no ano de 1986, na extinga revista Animal. A História do Brasil é muito presente no universo de André Toral, formado em ciência sociais, com mestrado em antropologia. Mas, apesar de sua formação acadêmica, as histórias de Os Brasileiros não são relatos antropológicos, nem procuram representar um trabalho científico. O autor apenas nos apresenta o indígena como um personagem respeitável. Que bom se nossas muitas identidades brasileiras estivessem sempre presentes nos meios culturais, quem sabe, se isso nos ajudasse a forjar uma outra mentalidade, um outro entendimento do que é ser brasileiro e latino-americano?

Fica aqui o convite para conhecer o autor e ler o livro. Até a próxima!

 

 

 

Anúncios