Guerras do Brasil

Por Rafael.

guerras do brasil

Desde o dia 3 de junho, está disponível no catálogo da Netflix, o documentário Guerras do Brasil. Dirigido por Luis Bolognesi, a obra é composta de cinco episódios, apresentando diferentes conflitos, históricos e atuais, que afligiram e afligem o Brasil. Um dos principais méritos do documentário está em problematizar uma daquelas máximas que, vez ou outra, escutamos, a de que o brasileiro é um povo “pacífico”.

O Brasil é uma produção, ou uma invenção, como diz, no primeiro episódio, o historiador Ailton Krenak. Uma invenção construída em cima do sangue de milhões de pessoas, pertencentes às centenas de povos que habitavam essas terras antes da chegada dos europeus. Esse foi o processo de colonização.

a guerra de conquista

Nesse primeiro episódio, intitulado A Guerra de Conquista, vemos, através das falas de historiadores e estudiosos, como Ailton Krenak, Carlos Fausto, Sonia Guajajara, entre outros,  como o processo de colonização, iniciado em 1530 pelos portugueses, levou a uma guerra que dura, de certo modo, até os dias de hoje.

Os primeiros povos a ter contato com os europeus foram os tupiniquins e tupinambás, que viviam nas áreas costeiras ao oceano Atlântico. Para se apossarem do território desses povos, uma das estratégias usadas pelos europeus, foi manipular as rivalidades existentes entre eles, assim, enfraquecidos, foi mais fácil dizimá-los. A consciência de que estavam sendo manipulados chegou tarde para os nativos. Quando estes perceberam que aqueles estranhos visitantes tinham a intenção de se fixarem em suas terras, já não havia mais tempo de organizar uma resposta à altura e a vantagem numérica desses povos acabou não contando muito perante a pólvora e as armas de metal. Além disso, as doenças derrubavam assustadoramente a população nativa.

O documentário é feliz em mostrar como esse conflito está longe de ter um fim. Ainda hoje, a população originária encontra-se marginalizada, à beira das estradas, das calçadas e dos projetos econômicos dos diferentes governos brasileiros, de Lula a Bolsonaro,  os interesses indígenas são sistematicamente soterrados, seja em lavouras de soja ou em grandes hidrelétricas.

Trabalho altamente recomendável para quem acompanha a luta indígena.

Até a próxima.

Relacionados:

La Digna Rabia – Música e compromisso

Povos Indígenas em Quadrinhos

Visita a retomada Guarani

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s